Analisando o meu natal.

09:30

Olá, olá, olá! Bom dia, boa tarde, boa noite!
Tudo certinho por aí? Como foi de natal?
Mais um post para a série 'my dear diary'.

Tá, eu sei que muita gente não comemora o natal (voce faz parte deste grupo?), outras pessoas simplesmente não acreditam no nascimento de Jesus.
Então, não se preocupe. Esse post não vai ser uma linda história, ou um poema, ou uma reflexão a respeito do natal em si. Não tenho nada contra (e até gosto muito) essas reflexões, poemas e pequenas histórias (ou estórias, porque muitas mais parecem isso).
Gosto de ler, refletir e me divertir com elas.

Mas, o assunto do post não é esse, como já tinha dito.

Então, vamos ao meu natal (enfim)! Esse ano eu decidi passar em casa, depois de muito tempo, apenas eu e meu marido. Decidi que esse ano estaria no melhor lugar do mundo (para mim) e com a pessoa que eu escolhi para passar o resto da vida (se isso depender de mim).

Agora é a hora que voce pensa: ah, mas se ela passou em casa ficou muito mais fácil controlar o que comer, pois então é só fazer uma comida light. Não se engane. Meu marido é magro e gosta de de doces, bolinho de bacalhau e todas essas coisas calóricas e festivas. Tudo bem que eu não fiz 'a ceia', mas tinha sim duas sobremesas diferentes, ambas de chocolate (que eu ganhei de uma amiga), além da tradicional rabanada. E também os pratos salgados.

Enfim, o que eu percebi esse ano é que, por não estar neurótica pensando em comida (e com medo dela), consegui me controlar melhor diante dela.
Fiquei realizada por perceber quando estava satisfeita e conseguir parar, antes de comer além da conta.

Isso para mim foi uma grande conquista! Consegui aproveitar as guloseimas, mas não comi até passar mal. Isso é um grande avanço.

Sinal que estou melhorando.
É um longo processo, uma jornada de autoconhecimento.
Mas, só de saber que estou conseguindo melhorar minha postura diante da comida e conseguindo pensar se realmente preciso comer mais, me sinto mais feliz.

Essa natal me deixou feliz. Mais uma pequena vitória para minha conta.
E voce, como passou pela ceia de natal?
Um grande beijo,
Jane Leandro.


You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Flickr Images